quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Boletim de Notícias Nº 55

Notícias do dia 03 a 09 de Outubro de 2017


Board Game


RPG


  • Dias 18 e 19 acontece no Shopping Benfica em Fortaleza a 7ª edição do Soul+RPG.

Card Game

Editor: Cláudio Torcato






terça-feira, 10 de outubro de 2017

Jogando 3:16 - Carnificina entre as Estrelas pelo Telegram: Relato da Missão #1


De uns tempos para cá, venho me dedicando a jogar RPG tradicional pela Internet. Plataforma como Roll20, Discord e Telegram estão tornando isso possível.

Espera, você escreveu Telegram?

Sim, isso mesmo. É possível você estranhar que alguém jogue um RPG "massa véio" num aplicativo desse tipo. Mas para isso funcionar direitinho, é importante escolher o sistema de jogo certo. No caso, eu sentia que 3:16 - Carnificina entre as Estrelas era perfeito. Tanto para jogar no Discord (com áudio imagens e texto ao vivo), quanto Telegram (áudio e texto).

A ideia de jogar desse forma não é nova. Pesquisem sobre MUD. Irá encontrar semelhanças.

É fácil se perguntar então porque, pelo menos, não joguei via Discord, pois poderia falar e ser ouvido pelos jogadores, seria bem mais dinâmico, etc. Sim, seria, realmente. Mas não ando tendo muito sucesso nessa empreitada. Primeiro, por conta da minha conexão de banda larga que rotineiramente não funciona bem à noite; segundo, o horário que eu tenho para jogar também não atrai muitos jogadores (22 horas em diante); e, em terceiro lugar, queria jogar com o pessoal do Piauí. Infelizmente, a galera de Teresina deve ter condições de se encontrar presencialmente para uma boa mesa de jogo ou tem restrições de foro íntimo para não adotar esse modalidade. Já ouvi de tudo, desde que as pessoas ficam dispersas até algo assim não deveria existir. Acontece que jogadores do resto do Brasil e do mundo, usam plataformas online para jogar RPG e estão se divertindo.

Mesmo que você jogue presencialmente, você ganha jogando também pela Internet, porque acaba jogando mais e até conhecendo novos jogos.

Por fim, quero dizer que essa não foi minha primeira tentativa de jogar via Telegram. Na primeira vez, juntamos um grupo para testar Neomancer.


Começou até bem, eu escrevi bastante, os jogadores interagiram muito bem, no entanto, comecei a ficar disperso. Tenho bastante compromisso com as coisas  que escolher fazer, principalmente quando há outras pessoas envolvidas. Quando vi que estava agindo tão contrariamente à minha forma de pensar, avisei ao grupo que não poderia continuar como estava e eu preferia cancelar o jogo.

A impressão que ficou dessa situação é que jogar pelo Telegram não era para mim.

Então voltei meu planejamento mais focado para jogar via Roll20 e até Discord (havia tido uma boa experiência jogando com o mestre Guilherme Eisenlohr quando ele mestrou Dungeon World). No entanto, tive dificuldade de atrair jogadores a partir dos grupos que participava. Até voltei para o RPG Piauí, grupo do WhatsApp que havia saído há um bom tempo atrás. Foi bem fraca a adesão. Felizmente, o Richard Mor estava no grupo e divulgou minha mesa online em outros grupos. Atraiu várias pessoas para minha mesa de Dungeon World e 3:16. Publiquei também no grupo do Facebook RPG Piauí e consegui lá jogadores para Mutant: Ano Zero (no entanto, não foi pra frente, a galera furou legal).

Com um forte interesse que eu tinha de narrar 3:16 mas com uma terrível dificuldade de horário entre os interessados (narrei uma sessão somente com texto pelo Discord), veio a ideia de alguns que eu narrasse pelo Telegram. E foram tantos querendo jogar, que eu tive de aceitar. Vamos dar uma nova chance. Veja abaixo como foi:

Resumo da Missão

Habilidade Alienígena: HA = 10 (20)
Nome do Planeta: 8 - Kandinsky
Descrição Básica do Planeta: 10 - Coberto de Gelo
Forma Básica da Criatura: 19 - Feras Sombrias

Habilidade Especial Alienígena: Corpo Explosivo

Quando um Marcador de Ameaça, pelo menos, for removido de um encontro, através de mortes na Rodada de Combate, o Mestre pode gastar 1 Marcador de Ameaça para causar um dano em todos os PJs em alcance Curto (eles são atingidos pela matéria cáustica dos corpos alienígenas explosivos).

Feras Sombrias - Estas criaturas são feitas de sombra, a ausência da luz. Elas se movem rapidamente pelo terreno e podem realizar terríveis ataques cortantes. O Mestre deve fazer com que as sombras sejam únicas, e uma boa oportunidade de re-incorporar pesadelos e visões de planetas anteriores. Essas feras tenebrosas devem ser coisas desumanas e horríveis que não desistirão de matar os Soldados.

Coberto de Gelo - Brancos, brilhantes e altamente reflexivos, mundos cobertos de gelo apresentam problemas únicos para os Soldados. Geralmente, as criaturas irão se misturar naturalmente à  superfície ou até mesmo cavar abaixo dela, dificultando o rastreio. O planeta também possui temperaturas extremamente baixas à noite, e uma superfície luminosamente cegante durante o dia.

O pelotão dos troopers dos jogadores, após concluir uma missão, foram enviados para um sistema estelar onde estava ocorrendo uma resistência forte ao compromisso da Frota Expedicionária de eliminar a vida no universo. Liderados pelo Capitão Nahara, eles se juntaram a outros na guerra contra uma civilização sofisticada oriunda do planeta Kandinsky-3.

Entretanto, ao chegarem na órbita do planeta K-4, a tropa dos jogadores foi emprestada para o Capitão Leminikki. Segue a missão abaixo:

Relatório da Missão

Comando: Capitão Leminikki
Comando de Campo: Sargento Qayin

Objetivos:

1) Localizar o cruzador
2) Descobrir se a tripulação do Major Kiram sobreviveu
3) Informar imediatamente ao comando

Último estado do cruzador: depois de sofrer avarias em combate, o Major ordenou que o espaçonave orbitasse K5 para reparos. Grande parte da tripulação desembarcou em outros cruzadores para continuar combatendo os kandinskyanos em K4. Somente 20 restaram no cruzador, dentre engenheiros, cientistas, piloto e subordinados próximos do Major, exceto o Capitão Leminikki que retornou ao front, cumprindo ordens de Kiram.

Planeta Kandinsky-5

Vida: desabitado

Clima: Coberto de neve, temperaturas baixas que variam de -100 a -50 graus Celsius. Fortes tempestades de neve e granizo.

Rotação: Existente. O dia dura 24 horas e o brilho é intenso. A noite é muito escura.

O pelotão formado por 20 troopers foi levado para a superfície do planeta pelo Cabo Abdusatorov e o co-piloto, Soldado Kragel. O cruzador foi localizado mas eles não conseguiram pousar muito perto por causa da posição da nave, próximo à beira de um abismo, onde uma nevasca intensa atrapalhou um pouso seguro.

O pelotão seguiu em motoneves enquanto o transporte ficaria esperando a conclusão da missão. Quando chegaram ao cruzador, perceberam que havia uma corpo ao lado de uma das entradas da espaçonave. Era um trooper. Seu corpo estava desmembrado. Pelo tempo que levaram para conseguir abrir a porta, foram atacados por criaturas negras de aspecto aracnídeo. Alguns troopers (NPCs) pereceram no combate mas a ameaça foi eliminada.

Ao entrarem no cruzador, tiveram certeza que a energia estava desligada. O sargento escolheu investigar os dormitórios na busca de sobreviventes da queda ou do ataque das criaturas. Ao chegarem no local, viram um humano sendo torturado pelos alienígenas. Ele gritou para os recém-chegados, pedindo que salvassem a vida do Major, pois eles o procuravam. As criaturas responderam aos troopers com gritos sônicos/psíquicos. Mais vítimas no pelotão. A ameaça foi eliminada.

O sobrevivente era um cientista. Ele relatou que encontraram uma estrutura na forma de uma torre (que a nave na queda destruiu o seu topo) e foram investigar. Desceram ao local e lá, encontraram as criaturas que o Major Kiram suspeitava que existiam realmente. Foi uma carnificina. Parte conseguiu escapar com vida de lá, incluindo ele e o Major. Eles não conseguiram fechar à tempo a entrada do cruzador, e vários daqueles serem invadiram.

Na busca pelo Major, entraram em confronto novamente com as criaturas. Nesse ínterim, o Cabo Abdusatorov fazia o contato entre eles e a nave de comando. O Capitão Leminikki queria saber dos sobreviventes. Eles foram informados que uma nova tropa estava sendo enviada para ajudá-los. Ocorreu também a volta da energia da nave. Descobriram que um dos hangares estava sendo aberto e o que o Major estava correndo risco de morte, pois sua posição estava ficando comprometida. O sargento decidiu salvar o major, deixando o hangar para depois.

Na entrada do centro de comando, haviam várias criaturas tentando entrar. Após um duro confronto, conseguiram eliminar os inimigos. Major Kiram abriu a porta e informou ao troopers que a IA da nave avisou que os aliens não conseguiram decolar com o transporte e fugiram pela abertura do hangar. Relatou também que um pelotão de troopers cruzou a entrada.

Perguntou ao sargento Qayin se estavam sob o comando do Capitão Leminikki. Com a resposta positiva, disse que o troopers estavam vindo para matá-los. Kiram diz que o Leminikki quer o lugar dele e aproveitou sua curiosidade quase doentia sobre a história das civilizações alienígenas. Por isso, aproveitou que o cruzador ficou avariado para se aproximar do planeta K-5.

Sem chances de barrar as portas entre os dois grupos de troopers, o que restou foi se preparar para o confronto.

O Sargento Bush do outro grupo se comunica com o Major pelos comunicadores e avisa que vieram para o resgate. O Major responde que sabe que não vieram para salvá-lo. Após essa resposta, Bush pede que Qayin dê voz de prisão ao Major por crime de traição.

O Major convence o sargente Qyain que eles estão vindo para matar todos, independente deles o prenderem. Depois de mais um tanto de conversas, o grupo do sargente Bush chega e um confronto tem início mas rapidamente foi concluído.

O grupo conseguiu sair do planeta com o transporte que os aliens deixaram no hangar, pouco antes de um míssil nuclear  atingir o cruzador. Pensando terem eliminado o pelotão dos PJs, houve tempo para se afastarem o suficiente do cruzador do Leminikki. Ainda houve perseguição mas finalmente chegaram ao alcance do resto da Frota.

Após esclarecimentos ao Alto Comando, o Major Kiram foi condenado a pena capital. O Capitão Leminikki foi retirado do comando de tropas que estava na guerra, sendo levando para outras missões fora do sistema. A tropa dos PJs foi dada ao comando dele.

Até a próxima missão!

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

O Sistema Pela Ficha: Rastro de Cthulhu

Dentre os jogos de RPG que tenho em meu acervo, Rastro de Cthulhu talvez seja aquele que mais me vejo fazendo uma campanha longa. Há várias aventuras publicadas pela Retropunk Publicações e o que ainda não foi publicado é bem rico.

Posso citar The Armitage Files (uma resenha completa sobre The Armitage Files), um suplemento contendo diversos handouts, informações sobre pessoas, organizações, lugares para serem aproveitadas sem sua campanha, guia de como estruturar uma narrativa improvisada. É possível encontrar um transcrito de uma sessão real de jogo. Enfim, um material que ganhou prata na categoria de Melhor Aventura no ENnie 2010.

O cenário de campanha Bookhounds of London ganhou os prêmios ENnie e o Golden Geek; Dreamhounds of Paris foi nomeado ao ENnies e o Eternal Lies ganhou um ENnie na categoria Melhor Aventura.

Conheço um pouco o sistema porque além de ter narrado uma sessão (não me lembro porque não foi adiante),  reli o conteúdo do livro básico e li uma outra aventura para um outro grupo (não conseguimos jogar). Esse conhecimento foi suficiente para fazer um vídeo onde explico como criar um Investigador para Rastro de Cthulhu.


terça-feira, 3 de outubro de 2017

Boletim de Notícias Nº 54

Notícias do 26 de Setembro a 2 de Outubro de 2017


Board Game

RPG

Card Game

  • A Copag divulga a data de lançamento da próxima expansão para Pokémon TCG, Lendas Luminescentes.
Editor: Cláudio Torcato




quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Boletim de Notícias Nº 53

Notícias do dia 18 a 25 de Setembro de 2017


Board Game

RPG

Card Game

Editor: Cláudio Torcato




segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Prêmio Cajuína Meeple 2017-2

Boa noite!!! Olha nós aqui de volta outra vez com mais uma edição do Prêmio Cajuína Meeple!!! Temos menos de 4 meses para encerrar o ano, e são 15 jogos para vocês conhecerem e votarem no fim do semestre. Essa edição do prêmio vem recheada de novidades, lançamentos e clássicos.

Para quem não lembra como foi a edição do primeiro semestre, vale dar uma conferida neste link:

https://jogatinasemteresina.blogspot.com.br/2017/07/premio-cajuina-meeple-2016-1-resultado.html


Pra começo de conversa, vamos aos juízes. Caso não lembrem (ou não saibam) os juízes dessa edição foram indicados pelos juízes do semestre passado. Neste semestre, aqueles que carregam a responsabilidade de dar boas indicações de jogos à poseragem foram:

  • Pablo Oliveira
  • Samuel Flores
  • Pedro Santana
  • Daniel Dantas
  • Antonio Pacelli
Estes são cidadãos de ilibada reputação e notável saber no tema. 

Mentira.... como todo mundo do nosso grupo, são mais outros posers. Mas deram boas indicações. Vamos saber quais são?

Pablo Oliveira:
  

Samuel Flores:
    

Pedro Santana:
    

Daniel Dantas:
    


Antônio Pacelli:
    

Aí estão os 15 jogos que estão oficialmente concorrendo ao Prêmio Cajuína Meeple 2017/2. Curtiu a lista?

Agora sua missão é juntar a galera pra jogar o máximo desses jogos, e até o fim de dezembro, escolher apenas cinco. Isso mesmo, dos 15 jogos, cada pessoa só poderá votar em 5, em ordem de preferência. 

Depois disso só aguardar o início de 2018 para divulgarmos aqui, neste mesmo blog, os cinco jogos mais votados, a preferência da galera. Eu já tenho meus palpites, e vocês? Topam fazer um bolão? 

Nos próximos meses vamos divulgar algumas informações sobre os jogos. Até lá, e boa jogatina pra todo mundo!!!!

Carlos Henrique CH

domingo, 17 de setembro de 2017

Boletim de Notícias Nº 52

Notícias do dia 11 a 17 de Setembro de 2017


Board Game

RPG

Editor: Cláudio Torcato